Tecnicolor

Eu vejo seu sorriso em preto e branco a colorir meus tristes pensares. Aos poucos, em tecnicolor, vejo as cenas dos próximos capítulos como uma repetição do passado. Da forma de um raio, você apareceu. Em poucos segundos, um enorme sentimento deu vazão em meus sonhos. Antes, sem cor e sem brilho, agora uma aquarela de tonalidades a enfeitar e saltar sobre a imensidão de meus devaneios mais delirantes. Cores e sombras a dançar sobre o azul aveludado dos cosmos. Com a mesma velocidade em que veio; você se foi.

Tem dia que o sol demora a raiar os primeiros focos de luzes. Em outros, pontualmente, brilha forte às 6h. Como um relógio bem alinhado, sou conduzido pelas expressões de seu rosto. Em um momento único, duas vidas antes destinadas a caminhar estradas opostas em colisão tornaram-se única. Como uma explosão cósmica, estrelas distantes que brilhavam sem forma uniram-se em uma luz azul uniforme. Vida vista por quatro olhos, dois corações e abraços apertados. Neste instante, toda a civilização ocidental regressou dez milênios de evolução.

Por um momento, o universo em expansão retrocedeu. O tempo, velho camarada, acelerou-se, ao passo que cinco séculos cruzaram em um piscar de olhos, no instante que nossas retinas tentavam assimilar a imagem do outros refletidos no olhar oposto. Um céu de brigadeiros abriu-se diante da imensidão da eternidade que se escancarava entre os dois corações, agora ritmados ao mesmo compasso sincopado. Ao fundo, lembranças da primeira infância embalada por sons mágicos.

Talvez o tempo não exista. Talvez seja para a vida inteira. Talvez dure a eternidade de um segundo. Talvez dure o segundo de uma eternidade. Como podemos prover isso? Ou provar? Se a vida fosse certa como os cálculos matemáticos que flexiona teria graça? A previsão de tudo tira o lado mais inebriante: o próximo passo.

Como um girassol a procurar de luz solar, sentíamos-nos atraídos à gravidade do outro. Sol, girassol, a rodar sem fim na imensidão do universo. Gira a vida em órbitas desenhadas pelo seu magnetismo. De volta ao presente, agora diferente do que vivemos, solitários, no passado remoto. Apenas a saudade do futuro tomava-nos o sentimento. A paz habitava em nossos peitos. À nossa frente, apenas a certeza latente dos dois corações a aventurar-se pelos desfiladeiros da felicidade encontrada no abraço do outro.

Seu charme é o charme que me completa. Sua inteligência é a beleza que me embriaga. Seu sorriso me deixa cego de prazer. Sua voz aveludada afaga meu afeto. Vejo em seus olhos e sinto em seu corpo a realização do sentimento que nutrimos um para o outro. Músicas e sonhos projetados com sua cabeça apoiada em meu peito ou nossos corpos colados em noites eufóricas.

Duas vidas que se permeiam quando deram as mãos. Agora unidas, como as cores do arco-íris, um sem o outro não compreende um sentido lógico para os problemas cotidianos sem ter um sorriso fortalecedor estampado nos rostos dos dois. Ao assistirem ao cair das primeiras folhas amareladas do outono, despedindo-se da vida, a longa caminhada pelos desfiladeiros do destino faz-se sentido lógico. Ilógico mesmo seria não ter suas mãos apertando as minhas ou seu respirar pulsando sobre meu peito. Uma única lembrança embalava minha cabeça: seu sorriso primaveril trazia de volta as flores, as cores e os aromas que reinavam nas mais longínquas memórias de infância.

Anúncios

4 Responses to “Tecnicolor”


  1. 1 Márcio julho 28, 2008 às 1:10 am

    Lindo, Edu. Bom te ver voltar a escrever aqui.

  2. 2 Tati julho 28, 2008 às 2:31 am

    lindíssimo, lindíssimo…

    `Duas vidas que se permeiam quando deram as mãos. Agora unidas, como as cores do arco-íris, um sem o outro não compreende um sentido lógico para os problemas cotidianos sem ter um sorriso fortalecedor estampado nos rostos dos dois[..]`

  3. 3 aline julho 31, 2008 às 5:09 pm

    Texto lindo, Eduu!

    Passando pra deixar um abração! xD

  4. 4 Eva agosto 2, 2008 às 7:20 am

    “Uma noite, uma vida.. ou uma noite e duas vidas que se entrelaçam sem saber.”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




julho 2008
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias

Acesso número:

  • 124,553 Páginas vistas.

%d blogueiros gostam disto: