Ab(surdo)

Se o absurdo,
por um segundo
fizer-me sonhar
ou, quem sabe,
calar-me a voz
engasgada
e encher a face
com gosto de lágrimas.
Saberei que não
foi apenas um sonho
abstrato.

Se suas palavras
mudas forem visíveis
apenas aos meus olhos
insensatos,
desesperados,
incompreendidos.
O silêncio da noite
interminável
faz-me renovado
para um outro
amanhecer.

Improvável
perder a esperança.
Contra-senso seria
não mais ter
a presença
de sua voz suave
que me fazer calar
a boca, a mente
e o coração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




julho 2009
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Categorias

Acesso número:

  • 124,228 Páginas vistas.

%d blogueiros gostam disto: